Instale o Adobe Flash Player 9.0 (ou maior).
JavaScript deve estar ativo.

:: MISSÃO E VALORES ::

Nos termos dos seus Estatutos, o SINDICATO DOS TÉCNICOS INDUSTRIAIS DE NÍVEL MÉDIO NO ESTADO DO ESPÍRITO (SINTEC-ES) é constituído para fins de defesa, estudo, coordenação, proteção e representação legal da Categoria profissional dos TÉCNICOS INDUSTRIAIS DE NÍVEL MÉDIO, com ou sem vínculo empregatício, em todo o Estado do Espírito Santo, assim considerados aqueles definidos na lei nº 5.524/68, seu decreto regulamentador  nº 90.922/85 e legislações complementares e posteriores, cujas atividades sejam correlatas às de Engenharia e Arquitetura e fiscalizadas pelo Sistema Confea/Creas, excluídos aqueles regulamentados por legislação própria.

O SINTEC-ES é entidade sindical filiada à Federação Nacional dos Técnicos (FENTEC) e à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e integra a Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL), por força da Portaria 3.156/87 do Ministério do Trabalho, detendo o mesmo poder de representação dos trabalhadores empregados atribuído aos Sindicatos representativos das Categorias Profissionais Diferenciadas, nos termos do art. 1º da Lei 7.316/85.

A finalidade precípua do SINTEC-ES é lutar por melhorias nas condições de vida e de trabalho de seus representados, defendendo a independência e autonomia da representação sindical em relação ao Estado, governos, patronato, partidos políticos, instituições e credos religiosos e atuando na manutenção e na defesa das instituições democráticas brasileiras e do Estado Democrático de Direito.

Constituem objetivos, prerrogativas e deveres do SINTEC-ES:

- Representar perante as autoridades administrativas e judiciárias os interesses coletivos e individuais de sua Categoria e de seus associados;
- Celebrar Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho;
- Eleger os representantes da Categoria de acordo com decisões tomadas em Assembleias convocadas para esse fim;
- Estabelecer contribuições a todos aqueles que participam da Categoria representada, de acordo com as decisões tomadas em Assembleias convocadas especificamente para esse fim;
- Colaborar, como órgão técnico e consultivo, no estudo e solução dos problemas que se relacionarem com sua Categoria;
- Instalar subsedes e/ou Delegacias Sindicais nas regiões abrangidas pelo SINTEC-ES, de acordo com suas necessidades;
- Filiar-se à federação de grupo, central sindical e a outras organizações sindicais, inclusive de âmbito internacional, de interesse dos trabalhadores, mediante aprovação da Assembleia Geral;
- Manter relações com as demais entidades de categorias profissionais para concretização da solidariedade social e da defesa dos interesses nacionais, bem como para defender a organização autônoma dos trabalhadores e colaborar para a sustentabilidade política e financeira de suas entidades representativas;
- Colaborar e defender a solidariedade entre os povos para concretização da paz e do desenvolvimento em todo o mundo;
- Lutar pela defesa das liberdades individuais e coletivas, pelo respeito e justiça social e pelos direitos fundamentais do homem;
- Estabelecer negociações com as empresas empregadoras de Técnicos Industriais de Nível Médio e com as representações das categorias econômicas respectivas, na sua base territorial, visando celebração de Convenções e Acordos Coletivos, na luta por melhorias na qualidade de vida e nas condições de trabalho e salário de seus representados;
- Constituir serviços para promoção de atividades culturais, profissionais e de comunicações;
- Colaborar com os órgãos públicos visando a consecução dos seus Estatutos e dos interesses nacionais;
- Estimular a organização da Categoria por local de trabalho e por empresa;
- Atuar junto ao Sistema CONFEA/CREAs, órgãos públicos e empresas privadas na defesa das prerrogativas profissionais dos Técnicos Industriais de Nível Médio e na ampliação do Mercado de Trabalho, em atendimento ao que dispõe a lei 5.524/68 e seu decreto regulamentador de nº 90.922/85;
- Participar da vida institucional dos Conselhos Profissionais Federal e Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia, pugnando pela representação dos Técnicos Industriais nas respectivas direções e órgãos internos;

Defender a Categoria, individualmente, coletivamente ou como substituto processual, nas esferas judicial e extrajudicial, de qualquer ato que implique na violação dos direitos trabalhistas e sindicais, das prerrogativas profissionais, dos direitos à propriedade intelectual e dos interesses e direitos do consumidor; bem como, promover a responsabilidade por danos causados ao meio ambiente e a qualquer outro interesse difuso ou coletivo que frustre ou comprometa a ordem jurídica democrática, nos termos das leis 7.347/85 (Lei da Ação Civil Pública) e 8.078/90 (Código de Defesa do Consumidor - CDC).